top of page

Selo Toca

  • Instagram
  • Youtube

Sonhos Antológicos Imagens Realizadas - Ronir Raggio Luiz

Preço

R$ 65,00

Ler "Sonhos Antológicos", de Ronir Raggio Luiz, na belíssima edição do Selo Toca, é atravessar o perigoso território do mundo onírico.

 

Mesmo que a obra esteja dividida em quatro "imagens": em nós, do eu, imagens realizadas e imagem social, os poemas estão integrados pelo mesmo percurso vertiginoso entre sonho e pesadelo. Ainda assim, é muito acertado que as seções tenham sido nomeadas por "imagens", pois é através de _frames_ e contornos visuais que lemos as palavras do autor.

 

Em Ronir, é como se caminhássemos pelas veredas de uma realidade lúdica, cercada por pedras de vapor, lápides e jardins suspensos, tudo pairando no ar, como memórias desprendidas de uma carne muito antiga.

 

Essa carne, esse corpo, como numa canção buarquiana, é feito de sonho de onde "se cai e se levanta noutro sonho". Num enredo labiríntico, como pele que se tateia, o autor reelabora o desejo amoroso frustrado, a própria trilha espinhosa da vida - que nos protege mas nunca da solidão, o tempo que não volta (senão aqui), as esperanças pregadas num varal, o futuro que esquecemos no passado. Em suma, trata-se dos cacos de vida deixados no chão.

 

Há poemas encarnados em forma de mapa do Brasil do avesso, poemas arco-íris, gota d'água, sabedoria em gráfico, serpente e até um suicídio si-la-ba-do. Há poemas furiosos sobre um mundo onde  "tapetes são tecidos com fios de gente". Mas apesar da dor em relação à vida que realizamos na vigília, Ronir nos coloca dentro de um universo vibrante (mesmo quando pesadelo), de onde nunca queremos acordar, pois, como ele mesmo diz, no caminho incerto não vivemos morto.

 

Nessa obra audaciosa, o poeta alucinado cai de queixo no deserto, mas a esmo aponta o certo. Portanto, não me acordem, não agora, por favor, pois que amanhã já é outra noite.

 

Resenha de Thiago Tenório 

Quantidade

bottom of page